Urtiga um verdadeiro remédio que pode curar asma alérgica

Thumb Urtiga um verdadeiro remédio que pode curar asma alérgica

Saiba mais: um verdadeiro remédio que pode curar asma alérgica, a Urtiga

 

Urtiga é uma planta comum que não é muito querida, pois o contato de nossa pele com ela pode causar irritação e até queimadura. isso tudo é causado pelo  ácido fórmico que suas folhas frescas têm.

Características da Urtiga

 

  • Ela é de regiões temperadas, produz flores e sua folha é tem certos “pelinhos”.
  • Em muitos lugares ela é considerada inclusive uma praga, pela tamanha facilidade com que ela se reproduz.
  • É utilizada também na culinária na preparação de sopas e caldos.

Entretanto, o que poucos sabem é que a urtiga é uma grande aliada no tratamento da asma, podendo até acabar com os sintomas, se tratando de asma causada por alergia.

Por mais que seja estranho a nós, por causa dos perigos que o contato com a folha pode trazer, pode ter certeza nos benefícios dela quando falamos de asma.

 

 

Os benefícios da urtiga para a asma

 

Como já dissemos, a urtiga ao entrar em contato com a nossa pele pode causar queimaduras, então o jeito certo de conseguirmos utilizá-la é através da infusão, de chás.

Dentre as várias características medicinais da urtiga, tem uma que é a que nos importa aqui, ela é anti-histamínica.

Isso quer dizer que ela ajuda no combate a alergias, justamente uma das causas da asma.

 

Como usar a urtiga?

 

 

Deve ser feito o chá da urtiga através da infusão, ferver 1 litro de  água, e colocar a planta e deixar abafado por alguns minutos.

Não deve ser usado as folhas das urtigas e sim as flores secas e as raízes.

 

 

Contraindicações do consumo da urtiga

 

  • A urtiga não deve ser usado por pessoas com problemas cardíacos, principalmente aquelas com algum tipo de edema.
  • Também não deve ser usada para pessoas com problemas renais. Além de se evitar o contato com as folhas frescas.
  •  Este é um blog de notícias  não substitui o tratamento de um especialista. Consulte sempre seu médico.

     

 

Envie seu comentário:

Você também pode gostar: